Os homens e os pássaros

Havia, até recentemente (e há quem diga que em alguns lugares ainda existe), uma prática monstruosa, que consistia em furar os olhos dos passarinhos, na crença de que, cegos, cantariam melhor. Esse foi o destino trágico de muitos curiós, sabiás e chopins, pegos em arapucas, condenados a ficar em gaiolas,…

Continuar a ler

Saudade dos blogs

Uma coisa da qual sinto falta da primeira década dos anos 2000: os blogs. Sim, ainda existem. Mas não são mais como eram. Haviam excelentes colunistas e blogueiros dos quais eu ficava aguardando ansioso o próximo artigo – fosse sobre política, cotidiano, gastronomia, vinhos ou viagens. Alguns deles me faziam…

Continuar a ler

Um rosto inteiro

A máscara finalmente aparece geral na rua, pouca gente sem. Caminhar uma longa distância usando uma já te antecipa a falta de ar e de algo mais. Rosto reduzido a olhar, difícil de identificar, e convenhamos, identidade é tudo. Nesse novo dress code tão necessário, sentimos o desconforto da respiração…

Continuar a ler

Cenas de uma Quarentena

Nesses tempos de home office, acabamos percebendo várias coisas em casa que nunca nos incomodaram antes, mas agora passam a incomodar. Ontem eu decidi tocar fogo numas teias de aranha que estavam se acumulando aqui em casa. No telhado. Como ficam bem alto, fora do alcance, peguei uma vara que…

Continuar a ler