Smoke on the Water é plágio?

Pode ser que Ritchie Blackmore não tenha conhecido Carlos Lyra ou não tenha escutado nada de Bossa Nova na vida (o que eu duvido), mas a verdade é que a introdução de “Smoke on the Water” é IGUAL a de “Maria Moita”, canção composta por Carlos Lyra e Vinícius de Moraes em 1962. Com menos gingado, é claro.

Escuta aí:

Em 2004, Marcelo Soares, do falecido blogue Marca Diabo, de Floripa, nos contou em seu artigo “Foi Antônio Brasileiro quem soprou essa toada” que Ritchie Blackmore “é conhecido por seu faro para riffs, e sempre foi dado a fazer homenagens musicais – em 1974 ele usaria a melodia de ‘Fascinating Rhythm’, de George Gershwin, para a poderosa levada de ‘Burn’, e nos anos 80 ele colocou eletricidade na Nona Sinfonia de Beethoven, transformando-a na instrumental ‘Difficult to Cure'”. O guitarrista nunca concedeu entrevista para o blogue de Floripa para falar disso, mas dá para acreditar que há sim uma influência da Bossa Nova.

Já conversando com Carlos Lyra, o músico brasileiro contou ao blogue que não conhecia Smoke on the Water e tampouco imaginava que uma canção com uma introdução semelhante à da música que compôs com Vinícius, fosse um sucesso tão grande entre jovens de três décadas.

Marcelo continua dizendo no texto que “Os primeiros a notar a semelhança entre Smoke on the Water e Maria Moita foram os DJs europeus. Nas pistas de dança, eles botavam uma versão technobossa de Maria Moita para logo depois lascar um certo Señor Coconut tocando uma versão caliente da música do Deep Purple”.

Digo que a versão do Señor Coconut é chata, mas a versão “tecnobossa” de Maria Moita deve ser essa de Rosália de Souza:

5 thoughts on “Smoke on the Water é plágio?

    1. AvatarMarco Andrei Post author

      De fato, Dan. A canção brasileira foi composta 10 anos antes da conhecida composição roqueira.

  1. AvatarBruce K

    Plágio, Smoke on the Water? Isto deve ser brincadeira! Não vejo nenhum artista brasileiro superior ou melhor do que Ritchie Blackmore nem agora e nem mesmo há 30 anos atrás.

    1. AvatarMarco Andrei Post author

      Calma, Bruce. Na verdade, não tem como não identificar as notas do riff de Blackmore no exemplar brasileiro. Será que ele não se inspirou na Bossa Nova para criar suas melodias? Abraço!

  2. Avatarkekovieira

    Plágio !!!! Plágio !!!! o Deep purple sempre gostou de roubar músicas do jazz e da bossa nova já que poucas pessoas ouviam…..a parte da menina cantarolando no começo é igual ao famoso riff do deep purple….quem tem um ouvido um pouco afiado vai perceber na hora…

%d blogueiros gostam disto: